Home > Artigos > O que é, Objetivo e Tipos de Malware

27-05-2022

O que é, Objetivo e Tipos de Malware

O que é - Objetivo - Tipos - Malware


Malware, ou software malicioso, é um termo genérico que descreve qualquer programa ou código malicioso que seja prejudicial para o sistema. O malware hostil, intrusivo e intencionalmente maldoso tenta invadir, danificar ou incapacitar computadores, sistemas, redes, tablets e dispositivos móveis, assumindo, frequentemente, o controlo parcial das operações do equipamento. Fazendo uma analogia, é algo semelhante à forma como a gripe interfere no normal funcionamento do ser humano.


O objetivo do malware é retirar informações de forma ilícita. Embora não possa danificar o hardware dos sistemas ou dos equipamentos da rede, pode roubar, encriptar ou apagar dados, modificar ou sequestrar funções essenciais do computador e espiar a atividade do PC sem o seu conhecimento ou permissão.

 

Há uma série de diferentes tipos de malware:

 

  • Vírus: Um programa de replicação automática que se “prende” a um ficheiro executável. Ao ser ativado espalha-se pelo sistema / rede de computadores, infetando ficheiros com código malicioso;

 

  • Worm: Ao contrário do Vírus, o é um programa que possui a característica de se autorreplicar pelo sistema / rede de computadores, sem a necessidade de utilizar um programa hospedeiro;

 

  • Trojan Horse: O hacker seduz o utilizador a descarregar software para o seu computador disfarçado de legítimo. O software descarregado inclui um Cavalo de Troia que depois causa danos ou recolhe dados;

 

  • Spyware: Um programa que registra secretamente o que o utilizador faz, para depois o hacker fazer uso indevido dessas informações. Um spyware pode, por exemplo, capturar detalhes de cartão de crédito. Exemplos de Spyware: keylogger e screenlogger;

 

  • Ransomware: Malware que bloqueia os arquivos e dados de um utilizador, com a ameaça do hacker de apagá-los, a menos que um resgate seja pago;

 

  • Adware: O nome é derivado da expressão “Advertising Software“ (software publicitário) que pode ser utilizado para disseminar um malware;

 

  • Botnets: Redes de computadores infetados por malware que o hacker controla remotamente e utiliza para realizar tarefas online sem a permissão do utilizador;

 

  • Backdoor: Conhecido como Porta dos Fundos, porque ao infetar um computador, cria falhas de segurança, permitindo que outras ameaças virtuais invadam o sistema;

 

  • Rootkit: Código malicioso que apenas assegura que outros códigos invasores não sejam descobertos pelo sistema e pelo utilizador, ou seja, garante que outros malwares continuem a atuar sem serem descobertos;

 

  • Hijacker: Este atua no browser do computador, alterando a página inicial, abrindo pop-ups indesejados, instalando barras de ferramentas, extensões, mudando a ferramenta de pesquisa, forçando a abertura de páginas não desejadas, podendo até impedir o acesso a alguns sites, como as páginas de antivírus.

 

Artigos relacionados:


👉 Follow @niuGIS

RELACIONADAS


Contacte-nos 214 213 262

Informações